Home Perfil Consultorio Fototerapia Links
Home
Perfil
Consultorio
Fototerapia
Links
Informativos
Fotos

 

         Até há algum tempo, os cosméticos eram definidos como produtos aplicados diretamente em contato com a pele com o propósito apenas de embelezar, limpar e proteger a superfície da pele, cujos ingredientes permaneciam na camada superficial da pele.

         Nos dias atuais, muitos cosméticos deixaram de ter apenas efeitos superficiais, com compostos agindo em todas as camadas da pele, induzindo atividades fisiológicas e/ ou  farmacológicas sobre as estruturas da pele. Como resultado, estes produtos não se encaixam na definição legal de cosmético de alguns países.

         A distinção entre cosmético e droga é elaborada por entidades governamentais, e é muito variável. Um mesmo produto, por exemplo, um antiperspirante pode ser classificado como cosmético na comunidade Européia, como droga nos Estados Unidos da América e quase-droga no Japão.

         Na Europa, um cosmético é definido como qualquer substância ou preparação a ser aplicada  em qualquer superfície do corpo humano, incluindo epiderme, couro cabeludo, unhas, lábios, genitais externos, dentes e mucosa oral, com o propósito de perfumar, limpar, proteger ou manter em condições, modificar a aparência ( por razões estéticas), combater odores do corpo ou sua perspiração normal. A legislação européia permite cosméticos com componentes comuns e incomuns ( pó de ouro por exemplo). O produtor não precisa demonstrar eficácia e a segurança de uso do produto é por conta do fabricante.

         Já nos Estados Unidos da América a lei é um pouco diferente. Cosmético é um produto que limpa, embeleza, promove atração ou altera a aparência, mas apenas por ação física e não fisiológica. Se o produto tem uma ação fisiológica , ou seja, se ele á capaz de tratar ou prevenir uma doença, ou afetar a estrutura ou função do corpo sadio, é considerado uma droga ou medicamento. Os produtos cosméticos com intenção de tratar ou prevenir alterações no corpo humano, são de são considerados drogas e também cosméticos e assim, devem seguir as leis que regulam os medicamentos e as leis que regulamentam  os cosméticos. Exemplo desta classe ( considerada  OTC – over de counter) são os anti-cáries, cremes hormonais, fotoprotetores, preparações tópicas para acne,  antiperspirantes, produtos anti-caspa , produtos para clarear a pele, produtos vaginais.

         No Brasil, a definição de cosmético  é a mesma adotada nos Estados Unidos.

Independente da definição legal de cosmético nas várias comunidades, os cosméticos podem ser classificados em dois tipos: Cosmético decorativo e / ou protetor e Cosmético ativo.


Cosméticos decorativos e / ou protetores.

         São cosméticos com a finalidade de embelezar, modificando a aparência pela alteração da cor ( tintura de cabelos, batom, esmalte de unhas ), alteração do odor ( perfumes, desodorantes), alteração do tato ou de  proteger a pele dos raios solares (filtro solares, fotoprotetores) e dos agentes vivos ( anti-sépticos).

        

Cosméticos  ativos.

         O embelezamento do tegumento se faz pela modificação do seu estado fisiológico. São exemplos os que modificam: a camada lipídica (produtos anti-seborrêicos), o extrato córneo (hidratantes), os melanócitos (produtos que aumentam a pigmentação), as glândulas sudoríparas (antiperspirantes).

                 

 
Home | Perfil | Consultorio | Fototerapia | Links
Site Map